Carta aberta dos Professores/Pesquisadores do DF-UFRPE

Às agências de financiamento a pesquisa e/ou pós-graduação(CAPES, CNPq, FACEPE) e SBF

Prezados Senhores Dirigentes

O Departamento de Física da UFRPE foi oficialmente criado em 2006, com o desmembramento do então Departamento de Física e Matemática. Com o objetivo claro de se caracterizar como um novo centro de ensino, pesquisa e pós-graduação na UFRPE, não apenas um prestador de serviços acadêmicos aos departamentos da UFRPE que fazem parte de sua grade vocacional, um esforço extraordinário foi praticado por seus docentes para criação de um curso de Pós-Graduação em Física Aplicada. Nosso curso foi aprovado pelo comitê técnico da Capes em 2008 e foi iniciado em 2009, tendo sua primeira turma de alunos formados no início de 2011. Quando de sua aprovação pela Capes de forma condicional, várias promessas e compromissos foram assumidos pela administração central desta UFRPE, no sentido de garantir as condições infra-estruturais mínimas para o bom funcionamento do novo curso. No entanto, apesar do DF contar à época de criação do PPGFA com alguns pesquisadores detentores de bolsas de produtividade em pesquisa do CNPq, conseguidas diga-se de passagem à duras penas, iniciamos o curso em condições precárias, na certeza de que a contra-partida da administração central seria honrada. Passados 03 anos, verificamos que além de as promessas não terem sido cumpridas, as condições de trabalho deterioraram-se tanto a ponto de constrangidos estarmos recorrendo a instâncias “extra muros” para que nossas reinvidicações sejam ouvidas. Durante esse período, inúmeras gestões praticadas pelo nosso superior imediato o Diretor do DF, coordenadores de PG e por pesquisadores de forma individual, foram feitas junto a administração central e sempre ouvíamos as mesmas promessas e as frases de efeito que queríamos ouvir. Convém aqui, citar algumas das tantas precariedades as quais temos sido submetidos:

1. o sistema de fornecimento de energia elétrica para nosso prédio chegou ao colapso nos últimos meses apesar de os problemas terem sido alertados a mais de um ano. Para se dar uma clara idéia do problema um de nossos bolsistas de produtividade Prof. Luciano Bueno ter sido proibido de ligar os equipamentos adquiridos com recursos do CNPq e FACEPE, inviabilizando o cumprimento de prazos e ameaçando a manutenção da produção científica e como consequência a sua bolsa de pesquisador. Os laboratórios já existentes tiveram vários equipamentos novos danificados de forma permanente. Os que ainda resistem estão sendo utilizados de forma precária e tememos por seu futuro. Outrossim, dentro dos precários gabinetes de professores, temos muitos casos de computadores, impressoras e outros danificados pela flutuação de rede elétrica. Nos casos mais graves, temos professores pesquisadores há vários meses sem condicionadores de ar ou até iluminação. Tivemos recentemente que conduzir pesquisadores visitantes para trabalharem no hotel pois não tínhamos condições de mantê-los no DF em condições tão precárias. Temos sistematicamente evitado trazer pesquisadores visitantes para nosso DF por nos sentirmos constrangidos com as condições que oferecemos. Não menos importante, os alunos de IC, PG e PET trabalham em condições inaceitáveis para um bom rendimento. Temos as situações esdrúxulas de na cozinha termos que desligar uma cafeteira para ligarmos o microondas em virtude de não haver disponibilidade de oferta para tal aumento da carga. Os funcionários administrativos também estão sendo submetidos a condições precaríssimas. Professores tendo que abandonar seu local de trabalho para desenvolver suas atividades acadêmicas mínimas em suas residências

2. O DF não conta com instalações sanitárias adequadas para seus usuários(docente, discente e visitantes locais ou de outras instituições). Na realidade, nos sentimos indignados com tal situação, pois não temos possibilidade de oferecer aos que nos procuram as mínimas condições que desejaríamos.

3. Temos problemas sérios de segurança, uma vez que não contamos com extintores de incêndio de fácil acesso e em condições de operação.

4. Temos problemas frequentes de falta d`água, agravando ainda mais os problemas acima citados.

5. As salas de aula do DF estão sem condições para abrigar aulas, seminários ou qualquer outra atividade. Infiltrações, mofo, fiação elétrica aparente, tapumes nas janelas, cupins, lousas danificadas, ventiladores de teto oxidados, carteiras danificadas, etc. Das quatro salas existentes no DF, apenas uma ainda encontra-se em uso.

Os problemas acima citados são parte de um conjunto maior que inclui descaso com nossa função na instituição, tratamento inadequado do ponto de vista infra-estrutural para os professores recém-contratados, comprometimento das atividades de ensino de graduação e/ou Pós-Graduação com as condições precárias a que temos sido submetidos, sem falar do desgaste emocional a que estamos sujeitos no cotidiano de nossas atividades. Estamos também cientes de que nosso desempenho acadêmico-científico trará prejuízos incalculáveis não so para os nosso corpo discente em formação assim como para os detentores de bolsa de produtividade, além dos contemplados com recursos de projetos de pesquisa individuais pelas agências acima citadas.

Vimos portanto, com todo o respeito que nossos superiores hierárquicos merecem, informar e alertar as reais condições a que estamos nos deparando cotidianamente, e nos imbuírmos da esperança de que agentes externos a nossa querida UFRPE, tenham melhor poder de persuasão junto a nossa administração central.

Professores:

ARTUR DA SILVA GOUVEIA NETO
ANTONIO RODRIGUES DE CASTRO ROMAGUERA
ADAUTO JOSÉ FERREIRA DE SOUZA
ERNANDE BARBOSA DA COSTA
JAIRO RICARDO ROCHA DE OLIVEIRA
LUCIANO AVALLONE BUENO
MICHAEL LEE SUNDHEIMER
PAULO ROBERTO DE ARAÚJO CAMPOS
SARA CRISTINA PINTO RODRIGUES
VIVIANE OLIVEIRA

Fonte: Boletim da Sociedade Brasileira de Física – 29 de Abril de 2011

Categorias:Geral

Cine-Astronomia UFRPE Dia 29/04/2011

Alguns participantes do Cine-Astronomia e entidades (DAFís-UFRPE, PIBID-Física, DCE-UFRPE, Conexões de Saberes, SAR, PET-conexões)

Alguns participantes do Cine-Astronomia e entidades (DAFís-UFRPE, PIBID-Física, DCE-UFRPE, Conexões de Saberes, SAR, PET-conexões)

O DAFís-UFRPE agradece à todos os participantes do Cine-Astronomia da UFRPE! Mês que vem tem mais! Fiquem atentos!!!! Estaremos emitindo os certificados para os participantes, que os receberão em seus e-mails! A entrega irá começar até a segunda semana de Maio!

Categorias:Geral

DAFís Organiza monitorias para calouros

Com o objetivo de diminuir a evasão do curso de física da UFRPE no primeiro período do curso, o Diretório Acadêmico de Física(DAFís-UFRPE) está organizando monitorias das principais disciplinas que geralmente tem um alto índice de retenção. Confira abaixo as monitorias que estão disponíveis e os horários das aulas:

LOCAL : CEGOE – 2ºANDAR,  SALA 27.

DISCIPLINAS:

  • Geometria Analítica:

Monitores: Dayane Sales e Isacc Júnior (estudantes de Física e Diretores do DAFís-UFRPE)

Dia/Horário: Quarta-feira, 16h30

  • Cálculo Diferencial e Integral I

Monitor: Rodrigo da Silva (estudante de Física e Diretor do DAFís-UFRPE)

Dia/Horário: Sexta-feira, 15h

  • Química Geral

Monitor: Em definição

Dia/Horário: Em definição

Entendemos que é papel da universidade criar as condições estruturais e de apoio para que os estudantes possam superar as dificuldades que enfrentam ao ingressar no ensino superior, quando muitas vezes os estudantes não tem visto nas escolas conteúdos do próprio ensino médio que servem de base para iniciar o estudo dos conteúdos relativo ao ensino universitário. No entanto, apenas as monitorias não será suficiente para resolver de fato o problema das reprovações em nossa universidade e do jubilamento, pois todos os anos são cortados do orçamento da educação milhões de reais que deveriam ser investido em biblioteca setoriais, contratação de professores, bolsas de monitorias e de pesquisa, e na assistência e permanência dos estudantes na universidade. Por isso o DAFís continuará lutando para que na UFRPE os estudantes do curso de Física tenham mais oportunidades de permanecer no curso e transpor as dificuldades impostas pelo sistema educacional do nosso país, fruto da prioridade econômica brasileira que é centrada na manutenção do sistema capitalista e do lucro sobre todos os meios possíveis, inclusive a educação.

Categorias:Geral

Estudantes de Física participam de Assembléia no CEAGRI II – Pela climatização dos prédios e conclusão das obras já!

No dia 24 de Março de 2011, no turno da noite, os estudantes de Física da UFRPE, organizados pelo DAFís, DCE-UFRPE, PET-Fìsica, PIBID-Física realizaram uma assembléia em conjunto com vários cursos que assistem aula no CEAGRI II. O novo centro de ciências agrárias está sendo utilizado para aulas mesmo sem as obras  e as instalações de equipamentos (bebeouros, ar-condicionado, elevadores) não terem sido concluídas. Esse caso vem se repetindo em vários centros que estão sendo construídos na universidade, CEGEN(exatas), DLCH(humanas), Centro de Educação Física. Estudantes e Professores encontram-se indignados com a situação, na primeira semana de aula professores do Departamento de Matemática (DM) se recusaram a dar aulas no CEGEN pelas condições estruturais desumanas: não tem bebedouro, as salas são “saunas” de aula, e não há funcionários no prédio além dos operários. E não parou por ai, nos dias 23 e 24 de Março, foi a vez dos professores do Departamento de Física (DF) mostrarem seu repúdio e indignação, durantes esses dois dias estudantes e professores do 4º,6º e 7º período disseram não as saunas de aula do CEAGRI II, paralisando as aulas. Uma assembléia foi realizada no dia 24 de Março, com mais de 70 estudantes, dos quais mais de 40 eram do Curso de Física da UFRPE. Calouros, veteranos,DAFís, DCE, professores, PET-Física, PIBID-Física, realizaram uma assembléia, em clima de muita rebeldia, combatividade e muita palavra de ordem. Na ocasião foi aprovada uma pauta de reivindicação que será entregue a reitoria da Universidade! A assembléia foi extremamente vitoriosa, evidenciando a mudança que vive o movimento estudantil do curso de Física da UFRPE, nunca havia ocorrido uma mobilização dessa no curso, com a integração da classe estudantil, grupos de pesquisa e ensino e professores dos departamentos, que ao seu modo mostraram seu repúdio as condições dos prédios e apoio ao movimento.

Assembléia reuniu mais de 70 estudantes

Assembléia reuniu mais de 70 estudantes

É com muita força e combatividade, que sabemos que os estudantes irão conquistar junto às suas entidades a pauta de reivindicação  aprovada na assembléia. Saudamos à todos os estudantes que com muita luta e abnegação participaram desta assembléia, a qual do início ao fim foi vitoriosa! A luta continuará incessantemente até que a reitoria da universidade resolva os problemas das estruturas dos prédios e entenda de fato que a prioridade deve ser os estudantes, sua assistência e sua manutenção na universidade. A luta não pode parar! TODOS A ASSEMBLÉIA DIA 30 DE MARÇO NA REITORIA DA UFRPE!

Firme na Luta, e até a vitória. Sempre!

“Somos estudantes indignados, o CEAGRI tem que ser climatizado”.

Lidiane Monteiro, Coordenadora-geral do DAFís e Tesoureira do DCE-UFRPE

Categorias:Geral

Abertas as inscrições para o VII EINA – Bahia – Feira de Santana

Estão abertas as inscrições para o VII Encontro Interestadual Nordestino de Astronomia (EINA), que ocorrerá entre os dias 29 e 30 de Maio de 2011, na cidade de Feira de Santana na Bahia.  Confira abaixo as datas e informações importantes relacionadas ao evento:

Site do evento: http://viieina.hd1.com.br/ (onde contém as informações do evento e o formulário de inscrição e escolha para ter acesso ao alojamento).

Alojamento: Universidade Estadual de Feira de Santana (limite de vagas ainda não definido).

Data limite para envio de trabalhos: 30 de Abril de 2011.

Local onde os trabalhos serão apresentados no evento: Observatório Astronômico Antares (http://www.uefs.br/antares/).

Comunidade do evento:http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=108394849

O DIRETÓRIO ACADÊMICO DE FÍSICA DA UFRPE ESTARÁ ORGANIZANDO A DELEGAÇÃO DA UFRPE PARA O VII EINA! ESTA SEMANA ESTAREMOS DICULGANDO O CALENDÁRIO DE REUNIÕES PARA QUE OS INTERASSADOS EM IR AO EVENTO POSSAM PARTICIPAR!!!

Diretório Acadêmico de Física da UFRPE – Gestão Resistência na Física

Categorias:Geral

DAFís realiza I Semana do Calouco de Física da UFRPE

Nos dias 14, 16 e 18 de Março de 2011, no auditório do DEINFO, o Diretório Acadêmico de Física da UFRPE (Gestão Resistência na Física – pra sair da inércia!) realizou a I Semana do Calouco de Física (SECAFís). O evento contou com uma programação diversificada: Abertura com apresentação musical, Mesa-redonda: “O ensino da Física e o Plano Nacional Educação”, Sorteio de Brindes, Minicurso, oficinas, Noite de Observatório e Coffee-break. A semana do Calouco de Física foi marcada pela descontração, participação massiva dos calouros e o envolvimento de entidades e demais estudantes na construção do evento: DCE-UFRPE, PIBID Física, Sociedade Astronômica do Recife, DEINFO-UFRPE, Jornal A VERDADE. Os frutos do encontro foi a integração dos veteranos e calouros, a vontade dos estudantes de Física em discutir e aprovar uma nova grade curricular para o curso de Física, a qual encontra-se em discussão a alguns anos e necessita da voz dos estudantes para que possa ser aprimorada e aprovada. No campo científico a noite de observação proporcionou aos estudantes ver as estrelas, o planeta Saturno e o despertar para a pesquisa na astronomia, importante área de estudo da ciência desde os primeiras civilizações. A diretoria do DAFís-UFRPE parabeniza a todos os calouros, veteranos, apoiadores da SECAFís, que durante três dias participaram do primeiro evento organizado pela gestão do DAFís 2010/2011, que entende que é papel da universidade discutir as políticas públicas e a ciência e torná-las fio condutor da transformação social. Os certificados do evento serão enviados aos participantes a partir desta semana! Participe do DAFís e construa conosco muitos eventos e lutas estudantis!

Mesa-redonda: O ensino da Física e o Plano Nacional de Educação (Yuri Pires, Diretor da UNE; Lidiane Monteiro, Coord. geral do DAFís, Prof. de Ensino de Ciências; Alexandro Tenório, Prof.do  Departamento de Educação UFRPE)

Mesa-redonda: O ensino da Física e o Plano Nacional de Educação (Yuri Pires, Diretor da UNE; Lidiane Monteiro, Coord. geral do DAFís, Prof. de Ensino de Ciências; Alexandro Tenório, Prof.do DE UFRPE)

Calouros e veteranos lotam auditório do DEINFO na mesa-redonda

Calouros e veteranos lotam auditório do DEINFO na mesa-redonda

Sorteio de Brindes

Sorteio de Brindes entre os participantes

Na foto, a caloura Catarina Ganhou uma cartilha do Programa espacial brasileiro

A caloura Catarina ganhou uma cartilha do Programa espacial brasileiro

Ludmila, Caloura,  ganhou uma camisa do evento

Ludmila, Caloura, ganhou uma camisa do evento


Categorias:Geral

Atendimento na sala da coordenação aos estudantes é transferida por tempo indeterminado

Devida as condições estruturais da sala da coordenação do curso de Física da UFRPE estarem inadequadas, que se localizada no 1º andar do Departamento de Física (DF) na sala 10B,  o coordenador do curso Prof. Michael Lee Sundheimer (Prof. Mike) decidiu transferir o atendimento para sua sala, que fica no térreo do DF próximo a sala de seminários. Confira abaixo a notícia enviada pela coordenação:

Caros alunos,

Devido as condições extremamente insalubres na sala 10-B, sede temporária desta Coordenação, resultantes das infiltrações de chuva, a nossa secretária Sra. Lourdes não estará atendendo alunos até a resolução do problema. Atenderei alunos no meu gabinete na medida possível. Considerando as dificuldades da situação, qualquer solicitação de declaração, etc., deveria ser feito por escrito, com um prazo de 5 dias úteis para entrega ao aluno. Se precisar com urgência, diriga-se ao DRCA. Peço desculpas pelos transtornos. Abraços,
Mike

Imprensa do Diretório Acadêmico de Física da UFRPE

Categorias:Geral